Sofá em L: dicas para escolher a melhor opção

O sofá em L ou de canto, como também é conhecido, é aquele tipo de estofado que todo mundo fica admirando. Ele é confortável, amplo, otimiza espaços como ninguém e ainda pode ser usado para dividir ambientes. Por essas e outras razões, tem se tornado um grande amigo dos projetos de interiores, especialmente naquelas moradias menores, onde cada centímetro conta.


O sofá em L é ótimo para salas pequenas, justamente por conseguir otimizar da melhor maneira possível o espaço disponível. É importante medir todas as paredes, não só aquelas onde o sofá ficará encostado, assim é possível determinar quanto de espaço você terá disponível para os outros móveis e para passagem.


O mesmo vale se a intenção é usar o sofá em L para dividir os ambientes, faça essa avaliação prévia do local e tire as medidas.


Outro passo é decidir o modelo do estofado, existem diferentes modelos a venda no mercado.


Os sofás em L com três lugares são recomendados para as salas pequenas, já os que possuem de cinco a mais lugares devem ser usados em salas amplas. Além de definir o número de assentos do sofá você também precisará escolher se deseja um modelo do tipo reclinável, retrátil ou com chaise.


Essas decisões vão depender do uso que você e sua família fazem do sofá. Se a sala é utilizada para ver TV e receber convidados prefira os modelos retráteis e reclináveis que são mais confortáveis e garantem o prolongamento do estofado, especialmente se bater a necessidade de usar o sofá como cama.


Mas se tudo isso for demais para você talvez apenas um modelo com chaise fixo – aquela parte maior do sofá que permite sentar com as pernas esticadas – já seja o suficiente.


Há ainda opções de sofá em L feitas em alvenaria ou madeira, ideais para áreas externas e varandas espaçosas.

Por fim, você ainda pode optar pelos modelos com almofadas soltas ou almofadas fixas. Lembre-se que cada uma dessas decisões impacta diretamente no preço do estofado, por isso é aconselhável que você saiba exatamente o que quer, o que precisa e o quanto pode pagar pelo sofá de canto.


Cor e material também devem pesar na decisão

Além da variedade de modelos você ainda deve dedicar um tempo para decidir a cor e o material do sofá em L. Cores fortes e vibrantes pode ser uma ótima pedida naquelas decorações despojadas e descontraídas, contudo, podem se tornar cansativas ao longo do tempo. Avalie bem as cores da sua preferência e veja quais delas se encaixam melhor com o seu estilo e a sua proposta de decoração.

O material do sofá em L também é importante e reflete a personalidade dos moradores da casa. Um sofá de couro, por exemplo, é clássico e sóbrio, já um modelo em veludo é sofisticado, enquanto um sofá de linho é elegante e neutro na medida certa. Mas se preferir apostar em tecidos mais populares vale a pena dar uma atenção ao suede, um dos preferidos atualmente para o revestimento de estofados.


E quais as vantagens do sofá em L?

As maiores vantagens do sofá em L é o aproveitamento de espaço, especialmente em ambientes integrados onde ele pode ser usado para dividir visualmente os espaços. Do ponto de vista do conforto o sofá em L também ganha pontos.

Outra vantagem do sofá em L é a possibilidade de integrá-lo a qualquer estilo de decoração.


E desvantagem? Tem alguma?

Caso o uso do sofá em L não seja bem planejado ele pode se tornar um elefante branco na decoração, causando o efeito contrário, ou seja, ao invés de otimizar o espaço o sofá acabando entulhando o ambiente.

Outra possível desvantagem do sofá em L é o preço. Esse tipo de estofado costuma ser um pouco mais caro do que os modelos convencionais, contudo não se deixe levar apenas pelo valor, avalie os benefícios que esse tipo de estofado pode trazer para sua casa e sua vida.


Fonte: Decorfácil


Posts em destaque
Posts recentes